domingo, 20 de julho de 2008

Alimentação - Escolhas

Lendo o livro de Gandhi, tive outros pensamentos, mais físicos e pragmáticos do que os relatados no post anterior. Mais uma vez, são relacionados à minha dieta.

As escolhas de Gandhi em relação à sua alimentação foram muito severas, mas serviam um propósito claro, o cumprimento do Brahmacharya, o voto de conduta divina, que implica na mais absoluta austeridade e ascética no estilo de vida. Diante da severidade de tal voto que Gandhi tomou, fico quase envergonhado com minha lassidão e falta de autocontrole. Contudo, meus objetivos, apesar de visarem minha auto-realização da mesma forma que Gandhi, passam por caminhos bem diversos. Não preciso, portanto, passar a me alimentar apenas com frutas secas e sementes. Posso, contudo, me beneficiar do exemplo dele e cortar da minha dieta tudo aquilo que perceber como maléfico, e incluir mais do que percebo como benéfico e mudar de idéia, se assim for necessário e bom.

Minha primeira decisão é relativamente leve, se for me comparar com Gandhi: por uma semana, não vou comer nada de doces e carne vermelha, beberei só água e comerei tantas frutas quanto puder. De resto, manterei minha dieta como está. À única exceção feita ao que bebo será o leite de soja, que tomo depois dos treinos e no café da manhã – e mesmo assim, não vou tomar o de sabor chocolate. Quanto à carne vermelha, é um pequeno experimento meu. Já faz algum tempo que pretendo largar o consumo de carne por completo. Até o presente momento, não consegui fazer isso, mas não fui totalmente fracassado, pois diminui drasticamente quanto de carne vermelha como. Não parei de comer carne vermelha por completo por causa do RU, que é levemente indiferente aos vegetarianos e pessoas que querem comer mais salada e ainda assim se manterem vivos e saudáveis. Mas esta semana, que passarei em Porto Alegre, vou ignorar esse fato, e mesmo que só sirvam bife todos os dias, não vou comer em nenhum deles. Depois que minha experiência acabar, vou calcular os benefícios, os prejuízos e ver o que faço daqui para a frente.

Um comentário:

barbara disse...

isso realmente me lembra aqule livro q tu me emprestou...hehhe... eu te disse q tu parecia o cara do livro...