segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Dramas de Estágio (Parte 4)

Agora é oficial, não tem mais volta. Fui esta manhã no Hospital Psiquiátrico São Pedro, e me inscrevi para a seleção de estágio básico. Já disse antes o que o São Pedro não é meu local preferido, e concorro por uma vaga só para não ficar a ver navios caso não consiga nos lugares que me interessam (Hospital de Clínicas, Projeto Proteger, Grupo Hospitalar Conceição), mas mudei bastante de opinião ao descobrir que há vagas para estagiários do novo currículo da UFRGS na Morada Terapêutica São Pedro. Moradas terapêuticas são, de forma muito simplificada, pequenas comunidades de internos de hospícios em processo de reintrodução na sociedade mais ampla e é uma das iniciativas mais legais da Reforma Psiquiátrica. O Brunão atualmente faz estágio de Psicopatologia lá, e gosta muito do que faz. E como eu sou um bunda mole que copia os veteranos, me animei com a possibilidade de estagiar no Morada, a ponto de até gostar da idéia.

Outra surpresa foi descobrir que, além das infindáveis hostes de psicanalistas e esquizoanalistas, também há uma unidade cuja orientação teórica é a teoria cognitivo-comportamental. Ventos de mudança também sopram no São Pedro. Enfim, mais um bom local de estágio para minha lista, mas ainda me inscreverei para tantas outras seleções quanto puder, e não abandonei o sonho de fazer estágio básico no Clínicas e extensão no Proteger. Apenas não acho tão ruim trocar o Clínicas pelo São Pedro. E o drama continua.

2 comentários:

Lady Hell disse...

Ainda bem que eu não enveredei por lado da Psicologia porque COM CERTEZA eu ia me identificar muito com os internos dos hospícios, xD. Deve ser por isso que, hoje, estou na informática. Todo mundo dessa área tem um monte de parafusos a menos, hehehe.
Mas boa sorte pra ti, seja lá onde tu for fazer teu estágio. Lidar com pessoas é muito difícil pra mim e eu realmente admiro quem consegue.

=*

Andarilho disse...

Mas quem disse que eu consigo? XD