terça-feira, 23 de setembro de 2008

Traumdeutung

Entre psicólogos clínicos, é bastante popular a prática de interpretar os sonhos de seus clientes para obter um quadro mais amplo e preciso de suas personalidades e de como modificar de forma positiva e relevante seus comportamentos. Uma pessoa com bom senso sabe que não dá para interpretar um sonho à moda TodaTeen, sem nenhum conhecimento mais profundo da vida do "sonhador": seu ambiente, seus sonhos, sua personalidade. Se saímos dando os famosos interpretaços, fazendo generalizações grosseiras como "se você sonhou com bananas significa que você é gay" só atrapalhamos - sejamos psicólogos ou não (apesar de achar que os psicólogos têm maior responsabilidade no assunto).

Com certa freqüência, sonho que enfrento monstros terríveis e os derroto. Noite passada, por exemplo, sonhei que estava em um lugar infestado por sombras maléficas disfarçadas, e que somente eu conseguia as identificar e destruir (a socos, bem machão). Mas, tempos atrás, sonhei que fugia de um dinossauro de plástico. Talvez eu esteja descontextualizando os dois sonhos e comparando-os de forma indevida, mas identifico um padrão aí: eu enfrento os grandes desafios de minha vida, mas fujo dos pequenos medos que me afligem. É paradoxal.

Lembrei-me destes dois sonhos depois de ver a minha sorte do Orkut de hoje (bobagem de senso-comum que de tempos em tempos chama minha atenção de forma significativa): "Você nunca vacila ao enfrentar os problemas mais difíceis". Perguntei para mim mesmo - enfrento mesmo? Quais são os problemas mais difíceis?

Um comentário:

Lady Hell disse...

Pra mim aparecia, há um tempo atrás, assim:

"Você e sua mulher serão muito felizes".

E eu pensava: gente, Orkut tá prevendo que um dia me tornarei lésbica?!?

Aí deu umas semanas e a frase não aparecia mais. Acho que se deram conta da mancada, huehuehue.